Rainha Silvia diz que sentiu sua idade na quarentena


A rainha Silvia disse que sentiu sua idade em quarentena em uma nova entrevista para um podcast da Doença de Alzheimer.

Falando com Henrik Frenkel para seu podcast, Help – I Have Alzheimer's Disease (em sueco: Hjälp – Jag Har Alzheimer!), que foi compartilhado na segunda-feira, Dia Internacional do Alzheimer, a rainha Silvia disse: "Nunca me senti mais de 70 anos antes". A Rainha tem 76 anos.

"Antes do surto do coronavírus, eu tinha muito o que fazer, organizar, visitar e dar discursos e assim por diante. Mas, de repente, o [rei Carl XVI Gustaf] e eu ficamos em quarentena em Stenhammar por vários meses", continuou ela.

O principal propósito de Sua Majestade para aparecer no podcast era falar sobre seu trabalho com demência e apoiar aqueles que vivem com a condição. Sua mãe, Alice Sommerlath, viveu com demência em seus últimos anos antes de morrer em 1997, aos 90 anos.

A rainha Silvia revelou no podcast que descobriu sobre o diagnóstico de sua mãe quando não conseguiu arrumar sua própria mala após uma visita ao Palácio Real e, em seguida, descobriu que seu pai, Walther Sommerlath, estava mantendo o diagnóstico de sua esposa em segredo da família.

A rainha Silvia também revelou que quando descobriu sobre a demência de sua mãe, ela também manteve segredo de Alice. Ela diz que a decisão foi tomada por consideração por sua mãe, mas que ela provavelmente não tomaria essa mesma decisão hoje com melhor conhecimento.

"Acho que a família deveria falar abertamente sobre a doença. Era tão estranho para as crianças que minha mãe podia repetir cinco vezes que eles não tinham visitado eles sem ser capaz de entender o porquê", disse ela.

Ela também falou sobre o que gostaria de ter acontecido com sua família se ela fosse diagnosticada com demência. "Se eu adoecer com Alzheimer, espero que todo o trabalho que fiz em mais de 25 anos para desenvolver conhecimento sobre demência, também possa ajudar a mim e minha família em tal situação. Que [minha família] não se assusta e pode ficar ao meu lado, e que eles me incluem."

A rainha Silvia também discutiu como a população idosa da Suécia foi tratada durante a pior da pandemia COVID-19.

"É extremamente assustador que tantos idosos tenham morrido na pandemia na Suécia", disse a rainha Silvia. "E foi com tristeza no meu coração que eu vi que todos os idosos que morreram se tornaram apenas um número nas estatísticas. Os idosos sentaram-se sozinhos com sua ansiedade e sua dor.

Ela disse a Frenkel que se sentia impotente, colocada em quarentena em Stenhammar e incapaz de visitar ou ajudar os idosos com o coronavírus. "É fácil imaginar a dor que todos os idosos sentem isoladamente. Eu entendo que as autoridades querem o melhor, mas as pessoas estão sofrendo."

A rainha Silvia foi perguntada, mas não respondeu, se achava que as autoridades suecas lidaram bem com a resposta do coronavírus.

Ouça a entrevista de podcast da Rainha Silvia aqui.