Partido governista do Japão escolhe novo líder e futuro primeiro-ministro


O partido governante do Japão elegeu nesta segunda-feira (14) Yoshihide Suga como seu novo líder, um passo preliminar para que ele se torne primeiro-ministro nos próximos dias, substituindo Shinzo Abe, que decidiu renunciar por razões de saúde.

Suga, de 71 anos, tem sido o braço direito de Abe no governo que começou em 2012. Ele lidera o Partido Liberal Democrático (PLD) até setembro de 2021 para completar o mandato que Abe deixou incompleto devido à sua renúncia, anunciado em no último dia 28 de agosto.

Nas eleições internas do PLD, o novo dirigente obteve 377 dos 535 votos. O ex-chanceler Fumio Kishiba ficou em segundo lugar, com 89 votos, e o terceiro lugar ficou com Shigeru Ishiba, com 68 dos 534 votos válidos expressos.

A vitória de Suga já era antecipada há vários dias, levando em consideração o apoio recebido das diferentes facções do PLD. Em discussões anteriores, Suga se comprometeu a seguir as políticas legadas por Abe.

A Dieta (Parlamento) realizará uma sessão extraordinária entre as próximas quarta e sexta-feira para nomear o novo primeiro-ministro, e deverá ratificar Suga porque o PLD tem maioria nas duas câmaras legislativas.


Continuar o trabalho de Abe


Em mensagem aos dirigentes políticos que o elegeram, Suga lembrou que Shinzo Abe teve que renunciar por motivos de saúde devido à colite ulcerosa crônica de que sofre há décadas, mas disse que é preciso continuar com seu trabalho.

"Um vácuo político não pode ser tolerado em meio à expansão da pandemia do coronavírus e da crise nacional... Devemos herdar e seguir em frente com os esforços do primeiro-ministro Abe", disse Suga.

Anteriormente, Shinzo Abe parabenizou Suga pela eleição e lembrou os tempos em que trabalharam juntos dentro do governo.

"Estou orgulhoso de ter lutado com todos vocês por sete anos e oito meses", disse Abe. "Nossa luta continua", acrescentou o ainda primeiro-ministro japonês.