O "Twittaço" Monarquista que marcou a história


O irônico dia 15 de abril ficou marcado na história dos defensores da Monarquia Parlamentarista Constitucional no Brasil.

Em evento organizando de forma sustentável e uníssono o "Twittaço" com foi chamado chegou ao Topo dos Trends da Rede Social Twitter. Isto é um fator extremamente relevante, demostrando assim a união dos mais diversos grupos.

O mais interessante nisto tudo é justamente a duração deste evento, que figurou mais de 14 horas entre os 5 mais twitados, disputando com temas da grande mídia como BBB, LULA, ABORTO, entre outros temas.

Há aqueles que não gostaram também, inclusive a grande mídia deu espaço demostrando o quão forte é a vontade de mudança. Alguns debocharam, ou foram imparciais. Mas certamente houve os que partiram para o ataque e fizeram birra como o portal de esquerda DCM (coitados).
Há de se observar, aqui entra a opinião do Império do Futuro que participou do evento. Muitas pessoas demonstraram interesse em conhecer, é um mundo totalmente novo, a abordagem deve ser educada, complacente e jamais ofensiva. Muitos que fizeram ataques estavam ali por mera desinformação, por falta de educação ou delírio de suas ideologias nefestas. Mas mesmo estas pessoas deve se tratar com sutileza e clareza, é preciso elucidar a todos sobre o que é a Monarquia que defendemos.

A data deste evento ficou marcada justamente por esse trabalho, de informar, de mostrar que a chama dos Monarquistas deixou de ser uma mera fagulha, e que chegou para trazer a luz em meio a escuridão da República Presidencialista.