Japão concede benefícios para empresas que deixarem a China


O governo do Japão destinou US$ 2,2 bilhões para ajudar empresas a deixar a China e realocar a produção em outros países.

O montante faz parte do pacote recorde de quase US$ 1 trilhão em estímulos à economia contra os efeitos nocivos da pandemia do novo coronavírus. 

A China é o maior parceiro comercial do Japão em circunstâncias normais, mas as exportações chinesas despencaram em fevereiro, quando a pandemia da Covid-19 fez com que as fábricas do país fossem fechadas, destaca o jornal Valor Econômico. 

Um painel do governo sobre investimentos futuros discutiu, por exemplo, levar de volta para o Japão a produção de produtos de alto valor agregado e a distribuir a produção de outros bens pelos outros países do Sudeste Asiático.