Coronavírus: Japão criará fundo de auxílio após fechamento de escolas


O governo do Japão estuda desenvolver um fundo para auxiliar os pais que precisarão tirar dias de folga para cuidar de seus filhos após o fechamento de escolas por conta da epidemia coronavírus (Covid-19). A informação foi divulgada neste sábado (29) pelo jornal japonês “Nikkei”. A medida ocorrerá por meio de uma ajuda financeira concedida pelo governo japonês às empresas. Os recursos serão destinados ao pagamento de subsídios aos trabalhadores com filhos que solicitarem dias de folga durante o período em que as escolas estarão fechadas com o objetivo de conter o coronavírus.

O fechamento das instituições de ensino foi anunciado pelo primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, na última quinta-feira (27). As atividades serão interrompidas na segunda-feira (2) e permanecerão desta forma até ao menos o início de abril. “Estamos colocando a segurança e a saúde das crianças em primeiro lugar. A medida é para reduzir o risco de uma infecção em larga escala proveniente de crianças e professores se reunindo por longos períodos de tempo”, informou Abe.

Segundo o “Nikkei”, o governo do país asiático pretende ainda aprovar uma legislação para permitir que os governos controlem o uso de instalações públicas. A medida também tem como objetivo retardar a propagação da doença.

Até o momento, o Japão já possui mais de 200 casos confirmados de coronavírus, com cinco vítimas. O número desconsidera os 700 pacientes infectados, além de cinco vítimas, do navio Diamond Princess, que está ancorado na cidade de Yokohama, localizada ao sul de Tóquio.