Nova Zelândia passa a exigir visto de turistas brasileiros


Desde outubro, a Nova Zelândia passou a exigir visto de entrada para turistas brasileiros. A boa notícia, se assim podemos dizer, ele é menos burocrático e pode ser emitido via internet.

Além do Brasil, a medida atinge outros 59 países que não precisam do visto tradicional.

Para obter o Eletronic Travel Authority, ou NZeTA, os brasileiros terão que preencher um formulário com dados e objetivo da viagem, além de apresentar uma declaração de antecedentes criminais. O documento terá validade por dois anos.

Antes, os brasileiros não precisavam da autorização em viagens com tempo máximo de permanência de três meses.

O governo neozelandês afirma que a medida busca facilitar a entrada de turistas no país, uma vez que as informações pessoais de cada um terão sido previamente aprovadas.


O documento custa 47 dólares neozelandês (R$ 127) para turismo e negócios, e  12 dólares neozelandês (R$ 33) para passageiros em trânsito. Durante o processo, não é necessário o agendamento de entrevista. A validade do visto eletrônico é de dois anos. É importante ressaltar que, mesmo que a Nova Zelândia não seja o destino final, o visto é exigido.

Para emitir o visto eletrônico é só acessar a página do governo: www.immigration.govt.nz.