Pesquisa da NHK mostra que 70% dos respondentes se sentem próximos à família imperial do Japão

A última pesquisa de opinião pública, realizada pela NHK, mostra que uma grande maioria de pessoas se sente próxima à família imperial japonesa.

A NHK entrou em contato com 2.790 pessoas, por telefone, de forma aleatória, durante dois dias em setembro. Deste total, 1.539 pessoas, ou 55 por cento, responderam à enquete.

Perguntados sobre o interesse em relação à família imperial, 72 por cento disseram ser bastante ou até um certo ponto interessados, enquanto 27 por cento responderam que não estavam muito interessados ou não tinham interesse.

Mais de 70 por cento dos respondentes com 40 anos ou mais afirmaram ter interesse, enquanto gerações mais novas se mostraram menos interessadas.

No que se refere ao sentimento em relação à família imperial, 71 por cento responderam se sentir próximos ou mais ou menos próximos a ela. E 27 por cento disseram não se sentir muito próximos ou não ter nenhum sentimento do gênero em relação à família imperial.

Os respondentes foram também perguntados se a distância entre a família imperial e o povo diminuiu desde o início da era Heisei em 1989.

Sessenta e nove por cento afirmaram que a distância diminuiu consideravelmente ou um pouco, enquanto 24 por cento disseram que não houve mudança. Somente 3 por cento responderam que a distância aumentou.